Citação do Dia

the_edge_of_love20

“Então você é a garota?” Mazarov sorriu.

“A garota por quem ele renunciou a todas as outras?”

“Ela não,” Dasha disse asperamente, juntando-se a Tatiana.

“Eu. Sou a Dasha. Você não lembra? Nos encontramos em Sadko no início de Junho.” “Dasha,” murmurou Mazarov. Tatiana empalideceu, inclinando-se com mais força contra a parede. Marina a encarou. Mazarov virou-se para Tatiana. “E qual o seu nome?” “Tatiana,” ela disse. Os olhos de Mazarov iluminaram-se e em seguida apagaram-se. Dasha perguntou, “Vocês se conhecem?” “Não. Não nos conhecemos,” ele disse. “Oh,”disse Dasha. “Por um momento pareceu que você reconheceu minha irmã.” “Marazov repousou os olhos sobre Tatiana. “Nem um pouco,” ele disse lentamente, mas seus olhos cintilaram confusos.

Citação do Dia

article-2713700-202FF92700000578-780_634x502

“Tania, eu fui enfeitiçado por você desde o primeiro momento em que lhe vi. Lá estava eu, vivendo minha vida depravada, e a guerra tinha acabado de começar. Minha base estava uma completa desordem, pessoas correndo por aí, encerrando contas nos bancos, retirando dinheiro, pegando comida dos mercados, comprando a Gostiny Dvor inteira, se alistando no exército, enviando seus filhos para acampamentos -” Ele interrompeu, “E em meio a meu caos, lá estava você!” Alexander sussurrou apaixonadamente. “Você estava sentada sozinha nesse banco, impossivelmente jovem, uma loira de tirar o fôlego e adorável, e você estava tomando sorvete tão despreocupada, com tanto prazer, tamanha delícia mística que eu mal pude acreditar no que via. Como se não existisse nada no mundo naquele domingo de verão.”

– O Cavaleiro de Bronze

~ Alê

 

Citação do Dia

tumblr_n4jgf0GLEE1tnk7y9o1_500

“– Encontrei meu verdadeiro amor nas margens do rio Kama – sussurrou Alexander, olhando para ela. – Encontrei meu verdadeiro amor em Ulitsa Saltykov-Schedrin, quando estava sentada num banco e tomando sorvete. – Você não me encontrou. Você nem estava olhando para mim. Eu encontrei você. Longa pausa. – Alexander, você estava me procurando? – Minha vida inteira.”

“[…] Era um dia perfeito. Por cinco minutos não havia guerra e era simplesmente um domingo glorioso num junho de Leningrado. Quando Tatiana tirou os olhos do sorvete, viu um soldado, que a observava do outro lado da rua.[…] O ônibus chegou, obstruindo a visão de Tatiana. Ela quase gritou e levantou-se, não para subir no ônibus, não, mas para correr adiante através da rua, para não perdê-lo de vista. A porta do ônibus abriu, e o motorista olhou, esperando. Tatiana, suave e silenciosa, quase gritou com ele para que saísse da frente.

– Vai subir, senhorita? Não posso esperar para sempre.

– Subir? Não, não, não vou.

– Então que diabo está fazendo esperando pelo ônibus? – o motorista gritou e bateu a porta. Tatiana voltou ao banco e viu o soldado correndo ao redor do ônibus. ❤ Ele parou. Ela parou. De novo se abriram as portas do ônibus.

– Precisa do ônibus? – perguntou o motorista.

O soldado olhou para Tatiana e depois para o motorista.

– Oh! Pelo amor de Lênin e Stálin! O motorista berrou, batendo a porta do veículo pela segunda vez.”

O Cavaleiro de Bronze


” […] No entanto, nessa brilhante tarde de domingo, Alexander não sabia de nada, não pensava em nada, não imaginava nada. Esqueceu-se de Dimitri, da guerra, da União Soviética e seus planos de fuga, esqueceu até os Estados Unidos, e atravessou a rua para encontrar-se com Tatiana Metanova.”

 Tatiana e Alexander


” […] Anthony permaneceu pensativo. ‘Uma vez ouvi você dizer à mamãe que você nasceu duas vezes, uma em 1919 e outra vez com ela. Foi nessa rua de Leningrado?’
– Eu disse isso? -Alexander não se lembrava. Quando eu disse isso?
‘Em Bethel Island. Eu estava deitado dormindo ao lado dela e você sussurrou isso em seu ouvido’ “

O Jardim de Verão

~ Fabi

Citação do Dia

tatia shura

“Tatiana,” Alexander disse, sua voz cheia de emoção, “Eu te amo.”

Ela fechou os olhos. “Obrigada,” ela sussurrou.

“Não me venha com isso,” ele disse, levantando o rosto dela para si. “Eu nunca ouvi você dizer para mim.”

Não podia ser verdade, pensou Tatiana. Senti isso cada minuto de cada dia desde que nos conhecemos. Transbordando. “Eu te amo, Alexander.”

“Obrigado,” ele sussurrou, olhando para ela. “Diga novamente.”

“Eu te amo.” Ela o abraçou. “Eu te amo até perder o fôlego, meu homem maravilhoso.” Com ternura ela sorriu para ele. “Mas você sabe, eu também nunca ouvi você dizer para mim.”

“Sim você ouviu, Tatiana,” disse Alexander. “Você me ouviu dizer para você.”

Passou-se um momento.

Ela não falou, nem respirou, nem piscou.

“Você quer saber como eu sei?” ele sussurrou.

“Como?” Ela murmurou em voz alta.

“Por que você se levantou daquele trenó…”

–  O Cavaleiro de Bronze (pág 532)

~ Alê

Citação do Dia

5459077

“Alexander, você é meu primeiro amor. Você sabia?”  Ele apertou seu bumbum, pressionando seu corpo contra o dela, lambeu o sal de seu rosto e acenou positivamente. “Eu sei disso.”

Oh?

Tatia, eu sabia mesmo antes de você mesma descobrir.” Ele sorriu. “Antes de você finalmente descobrir a palavra para descrever para si mesma o que você sentia, eu sabia desde o começo. De que outro modo você poderia ter sido tão tímida e inocente?”

Inocente?

Sim.”

Eu era tão óbvia assim?

Sim.” Alexander sorriu. “Sua incapacidade de olhar para mim em público e ainda sua total devoção ao meu rosto quando estávamos juntos a sós – como agora,” ele disse, beijando-a. “Seu embaraço com as menos coisas – eu não podia ao menos pôr uma mão em você no bonde sem que você ficasse corada… seus dedos em mim quando eu lhe falava sobre os Estados Unidos… seu sorriso, seu sorriso Tania, quando você corria para mim em Kirov.” Alexander balançou a cabeça com a lembrança. “Que bela prisão você armou para mim com seu primeiro amor.”

The Bronze Horseman  – Livro II (O Portão Dourado)

~ Alê

 

 

Citação Do Dia

Jomax - Arizona

Jomax – Arizona

Leningrado, 1941

“[…] Se nós sobrevivermos a  isso, Alexander, eu juro que vou deixar Leningrado, e vamos para a Ucrânia, Mar Negro, em algum lugar onde não é frio, disse Dasha.

“Não há lugar assim na Rússia”, disse o oficial. Tinha um casaco cáqui acolchoado sobre o uniforme e sua cabeça coberta com shapka. Quando Dasha insistiu, ele disse: Não. Estamos muito longe ao norte. Os invernos são muito duros na Rússia.

– Existe algum lugar no mundo onde não se congela no inverno?

Arizona.

-Arizona. Na África?

Não. -Alexander exalou um suspiro suave. Tania, você sabe onde é o Arizona?

-Nos Estados Unidos. – O calor que ela recebia vinha através da grelha da salamandra e de Alexander. Apoiou a cabeça em seu braço. E -Sim. É um estado. Perto da Califórnia. É terra deserta. Quarenta graus no verão e vinte no inverno. Todos os anos. Nunca há neve.”

 The Bronze Horseman

Arizona, 1947

“[…] Tatiana deu de ombros.- O que posso dizer? Eu também estou confusa… mordiscou os lábios.Você imaginaria a possibilidade … de viver aqui? Perguntou cautelosamente.

– Nunca! Olhe para o ar. Queima o rosto. Mas por que você quer viver aqui …?

De repente, Alexander parou, abriu os olhos e lembrou…

‘Gostaria de viver no Arizona, Tatia, a terra de poucos mananciais?’

Ele havia lhe dito, em outro tempo, em outra vida.

– Vamos!!! Disse ele lentamente. Não me diga que … eu não acredito em você … você … não … não! – Alexander deixou escapar uma risada incrédula. Só agora me dei conta! Não tinha percebido! Uau, como sou inteligente, como sou esperto! Não sei como ganhamos a guerra! Tania, por favor … Lembra de quando te disse isso?

-‘Lembro-me como se estivesse dizendo agora ‘, disse ela, com os braços cruzados.”

The Summer Garden

Notinha da Fabi ❤ : Tradução do espanhol 🙂

Estou lendo The Summer Garden de novo…Não consigo superar esse livro gente!!

~ Fabi

Citação do Dia

tumblr_mu6e3tKRnR1qgcauyo1_500

“Eu vou morrer,” ele sussurrou para ela. “Morrer, Tatiana.”

Você vai morrer? Pensou Tatiana, e começou a rastejar até a borda da cama para descer. Alexander a impediu.

“Aonde você vai? Durma comigo.”

“Não Shura.”

“O que?” Ele sorriu, ainda ofegante. “Você não confia em mim?”

“Nem por um segundo.” Ela retribuiu o sorriso.

“Prometo que serei bonzinho.”

“Não, eles virão até aqui, eles nos verão.”

“Ver o que? O que eles vão fazer?” Ele não largava os braços dela. “Tatia, bem aqui,” ele sussurrou, batendo levemente no peito. “Do jeitinho que você fez em Luga. Lembra? Você me chamou, você disse ‘venha para perto de mim.’ Bem, agora eu estou lhe dizendo para vir.”

Tatiana rastejou até ele e colocou a cabeça na curva de seu braço. Alexander cobriu ambos com os cobertores e a abraçou. Ela colocou a mão em seu peito suave, sentindo seu coração acelerado. “Shura, querido…”

“Eu ficarei bem,” ele disse, soando como se não o fosse.

“Assim como em Luga.” Ela esfregou o peito dele gentilmente.

“Talvez um pouco mais embaixo? Brincadeira, brincadeira,” ele disse rapidamente quando Tatiana parou. “Eu amo seu cabelo sobre mim,” Alexander sussurrou, acariciando sua cabeça, beijando sua testa. “Amo tudo seu junto a mim.”

– O Portão Dourado – O Cavaleiro de Bronze:Livro II

~ Alê

Citação do Dia

sachsenhausen

618_gayspy_henry_cavill_03

“Meu Deus, não pode ser,” ela sussurrou em russo. “Não pode ser você.”

Ela sentiu seu corpo estremecer. Tatiana inclinou-se sobre ele. Os olhos de Alexander estavam fechados. Eles permaneceram assim, sem mover-se e sem falar. Ela deixou escapar um gemido. Não conseguia encontrar uma palavra, uma palavra quando ela pensou em livros, quando ela gritou e chorou e protestou contra o destino injusto, quando ela estava triste e em sua dor ficou tão enfurecida, quando ela estava triste e em sua dor ficou tão perdida. Agora ela pressionava o rosto contra sua cabeça escura coberta de sangue e não conseguia encontrar uma única palavra. Gemer, sim. Não completo silêncio, mas nenhuma palavra de verdade.

[…]

“Como você tem estado, Tania?” Alexander perguntou,com a voz falhando.

“Bem, bem.” Ela segurou sua mão acorrentada.

“E o – ” Ele se interrompeu.” E o… bebê?”

“Sim. Nós temos um filho.”

“Um filho.” Alexander expirou. “E que nome você lhe deu?”

“Anthony Alexander. Anthony.”

Seus olhos encheram-se de lágrimas  ele virou o rosto. Tatiana o observava, sua boca abrindo e fechando. “É realmente você?” Ela suspirou. “Me diga, antes que eu desmorone, me diga que é você.”

“Antes?” Ele disse, e acenou. “Sou eu.”

– Tatiana & Alexander

~Alê

 

Citação do Dia

tbh3

“Quando você morrer, você estará usando o seu vestido branco com rosas vermelhas, e seu cabelo estará longo e caindo sobre seus ombros. Quando eles atirarem em você, em cima do seu maldito telhado ou andando sozinha pelas ruas, seu sangue ficará idêntico as rosas vermelhas do seu vestido e ninguém notará, nem mesmo você, quando você sangrar até a morte pela Mãe Rússia.”

~Alexander Barrington
O Cavaleiro de Bronze – Livro I | The Bronze Horseman


Créditos da Imagem:  Pinterest

Citação do Dia

tumblr_muu0aaGuD21qhdlm6o1_250

“Há um momento, um momento na eternidade. Antes de descobrirmos a verdade sobre o outro. É aquele simples momento que nos impulsiona ao longo da vida – como nos sentimos no limito de nosso futuro, de pé diante do abismo, antes de termos certeza de que amamos. Antes de termos certeza de que nosso amor é para sempre. Antes da Dasha morrer, de Mamãe morrer, de Leningrado morrer. Antes de Luga. Antes da divindade de Lazarevo, quando os milagres com os quais você me cobriu com seu amor e seu corpo ligou-se ao meu para sempre. Antes de tudo isso, eu e você caminhamos pelo Jardim de Verão, e de vez em quando meu braço despido tocava seu braço, e de vez em quando você falava e isso me dava uma desculpa para fitar seu rosto, seus olhos risonhos, para ter um vislumbre de sua boca e, eu, que nunca tinha sido tocada, tentava imaginar como seria ter sua boca me tocando. Me apaixonar por você no Jardim de Verão nas noites brancas de Leningrado foi o momento que me impulsinou por toda a vida.”