Resenha: Blog Notinhas de Rodapé

Recebemos essa resenha maravilhosa sobre O Cavaleiro de Bronze e é claro que vamos compartilhar com vocês!

Aqui está um trechinho, para ler a resenha completa, visite o blog Notinhas de Rodapé.

tumblr_m9j1xalAiG1rf19yko1_500

“Épico. Intenso. Incrível. Essas são as palavras que melhor definem The Bronze Horseman, primeiro livro de uma trilogia. É uma obra deslumbrante que me cativou completamente do inicio ao fim (e olha que são mais de 800 páginas) de uma forma que poucos livros fizeram. É aquela leitura que tem o poder de partir o seu coração em milhares de pedaços, juntá-los, e depois partir de novo. É uma verdadeira jornada que te leva à União Soviética em seu momento mais triste e difícil: A Segunda Guerra Mundial.

Pensei muito se iria ou não fazer resenha para esse livro. Em primeiro lugar, é sempre difícil falar do nosso livro favorito. Em segundo, é por saber que não importa o que eu escreva, eu não vou conseguir fazer jus a uma obra tão incrível. Mas acho que nosso dever como leitor é compartilhar os nossos livros favoritos para que cada vez mais e mais pessoas possam conhecê-los. 
(…)
Essa foi, possivelmente, a mais linda, mais angustiante, mais trágica, mais ÉPICA, história de amor que eu já li. Terminei o livro drenada emocionalmente. Ele me consumiu. Completamente e impiedosamente. Eu senti a fome da Tatiana e sua família. Eu senti a dor de perder as pessoas que a Tatiana mais amava, dia após dia, sem poder fazer nada. Eu senti o amor da Tatiana e do Alexander. Eu senti e até hoje, quase um ano depois de ter lido o livro, sinto.”

 

Leia a resenha completa AQUI.

Obrigada Istefani por compartilhar conosco seus pensamentos e sentimentos sobre nossa obra favorita! ❤

Obs: Este post ficará arquivado na aba “Resenhas” lá em cima no cabeçalho do blog, ok?

Resenha: Blog ‘Meu celular, uma música e um livro’

Encontrei essa resenha fofíssima no blog Meu Celular, uma Música e um Livro da edição brasileira de O Cavaleiro de Bronze. Nesse post, ela fala somente do primeiro volume, aquele da capa cor de rosa. A autora prometeu publicar posteriormente sua resenha do segundo volume do primeiro livro: O Portão Dourado.

Vou postar aqui alguns trechos da resenha, para ler o texto completo, por favor visite o blog Meu Celular, uma Música e um Livro. 😉

 capa ocdb“Em O Cavaleiro de Bronze acompanhamos a vida de Tatiana Metanova na Rússia Soviética em plena Segunda Guerra Mundial.
Tatiana vive em pequeno apartamento com os pais, avós, o irmão gêmeo Pasha e a irmã mais velha Dasha.”

(…)

“Os Metanov decidem se prevenir e assim mandam Tatiana a cidade para comprar o que julgam necessário para passar bem durante alguns meses.
Foi enquanto esperava o ônibus que ela conheceu Alexander, um soldado da União Soviética.
Tatiana sente uma profunda atração por Alexander desde o momento em que coloca os olhos nele mas sua família a trata como uma criança, então ela não sabe como lhe dar com esse novo sentimento. É uma menina diante de um homem.”

(…)

“O Cavaleiro de Bronze é um livro que mexeu bastante comigo. É uma história maravilhosa que te envolve e te prende, fazendo com que sinta o drama dos personagens.
Tatiana que começa a história como uma garota tímida e inocente tem uma grande evolução que – acredito eu – não se deve apenas a guerra que a obriga a crescer e encarar uma dura realidade mas também ao fato de ser apaixonada pelo namorado da irmã, ser correspondida por ele e ainda sim ser obrigada a esconder esse sentimento de todos.”

(…)

“Eu fiquei impressionada com a generosidade da personagem. Ela é tão bondosa que realmente chega a colocar outras pessoas na frente dela própria. Vemos ela se apaixonar por Alexander e abrir mão dele pela felicidade da irmã, no auge da guerra quando quase não se tem comida ela ainda arranja do pouco que tem para dividir com a vizinha que tem o filho doente. Isso é só um pouco do que ela faz por aqueles que ama.”

(…)

“Eu não sei o que seria de Tatiana e Alexander se não tivessem um ao outro, eles são como dois pedaços de um quebra-cabeça que se completam.
Ela precisa de um suporte para conseguir atravessar o mau tempo assim como ele precisa de uma motivação para permanecer vivo na batalha, e o amor deles é esse suporte, essa motivação.”

(…)

“Também adorei o modo como a autora retrata a segunda guerra. Eu amo história e nunca me canso de saber mais sobre aqueles anos cheios de conflito, no entanto nunca tinha lido nada que me fizesse sentir como se tivesse vivenciado aquilo.”

Resenha: “O Cavaleiro de Bronze” por Caroline Gurgel

A Caroline é devoradora de livros, sua página no Skoob tem uma centena de resenhas sobre os mais variados gêneros literários. Pelo que pude perceber, suas resenhas são sempre muito coerentes, ponderadas, divertidas e  algumas apaixonadas, como essa de O Cavaleiro de Bronze!

Me emocionou muito ler essa resenha por que ela descreve com precisão todas as emoções que eu senti ao ler o livro, parecia que estava lendo meus pensamentos.

Não deixem de ler até o fim!

capa nacional O Cavaleiro de Bronze * * * * *

 “Inesquecível, magnânimo, perfeito…


 Não tenho palavras para descrever a magnitude deste livro e quão grandiosa e tocante é esta estória, mas preciso dar voz a esse turbilhão de emoções que sinto. No entanto, antes, aviso-lhes: esse livro é o primeiro de uma trilogia e tem, no original, 900 páginas, mas a edição nacional traz apenas metade – metade, você leu certo – do primeiro livro, como se uma criança tivesse arrancado todas as páginas do meio até o fim do livro. Na minha opinião foi um erro grotesco – pra não dizer outra coisa – da editora lançar apenas a primeira parte, pois nela nada se completa, nada faz sentido. Indignada após constatar tal erro, comprei o ebook original, felizmente, e terminei a leitura. E que bela leitura!

A estória de passa em Leningrado (São Petersburgo), Rússia, com início no começo da Segunda Guerra Mundial, quando os alemães começaram a atacar a fronteira russa. Tatiana é a irmã mais nova de Dasha e gêmea de Pasha, e juntos dividem um pequeno espaço com seus pais e avós. Até que o “camarada” Molotov, ministro de Stálin, faz um pronunciamento via rádio alertando-os dos ataques e a família entra em estado de alerta, dividem algumas tarefas e para Tatiana sobra a busca por mantimentos. Nessa busca conhece Alexander, um soldado, que lhe ajuda e por ela se encanta, mas mal sabe que é irmã de sua namorada, Dasha. 

“Ele vestia uma farda de gala. Do lado esquerdo do peito exibia uma medalha de prata decorada com ouro. […] Por um momento ou dois, Tatiana e o soldado se olharam um ao outro…”

Sim! Uma espécie de triângulo amoroso entre um soldado e duas irmãs, porém de uma maneira que nunca vi antes, e não saberia dizer se pra melhor ou pra pior. No meio dele começa a guerra, e começam os bombardeios, e começa a escassez de alimentos, e começam as mortes, e começam as bebedeiras. 

Nas primeiras páginas a autora faz questão de mostrar o quão Tatiana, em seus 17 anos, ainda era criança, egoísta e cheia de birra, e como a guerra – e o amor – a transformou, repentinamente, em uma incrível mulher. Uma mulher forte, resistente e prestativa. Uma mulher que deixou que toda a culpa caísse sobre ela. Uma mulher que abdicou do que mais queria… e ao mesmo tempo, lutou pelo que mais queria! 

São 900 páginas que prendem o leitor de uma maneira que é impossível largá-lo por qualquer outra atividade. Tem um trecho, cerca de 100 páginas, em que a fome, a redução das rações e a constante saída para comprar a pequena cota de pão velho e duro tornam-se um pouco repetitivos, mas acredito que isso tenha sido necessário para que pudéssemos sentir a dureza e o pavor daqueles dias. Vimos os russos definharem até a morte, vimos tudo virar moeda de troca mesmo em meio ao comunismo, vimos os corpos se acumularem nas ruas, vimos o desespero, mas sobretudo vimos o amor sobreviver a todos os horrores. Um amor puro e singelo, mas de uma força imensurável e um poder inabalável de ultrapassar toda e qualquer barreira.

Os dias passados em Lazarevo fazem até os mais frios dos corações se derramarem, se aquecerem e se extasiarem. É um deleite ver a pequena, doce e inocente Tatiana se transformar em uma mulher de uma perseverança incansável. E digo, com toda a certeza, que um sorriso constante vai tomar conta do leitor nesses e em muitos momentos.

Gosto de romances históricos especialmente por poder aprender mais daqueles momentos do que em qualquer livro de história. A autora abre o livro dedicando-o a seus avós russos, que sobreviveram a Primeira e a Segunda Guerra, a Lênin e a Stalin, e com a leitura fica claro que o testemunho desses avós se faz presente do começo ao fim. No começo da leitura senti falta de uma escrita um pouco mais madura, pois cansei de ler o nome da protagonista, Tatiana, a cada linha. Não sei dizer se a escrita evoluiu no decorrer do livro ou se me vi tão loucamente encantada e presa à trama que nada tirou o brilho do que eu lia.

É uma estória linda, sublime, mas também é triste e nos deixa sempre com um nó na garganta. A fome dói e mata; a guerra estilhaça e mata; mas o amor, só o amor é capaz de tanta entrega, de tanto desprendimento. O amor de Tatiana e Alexander é avassalador, intenso e até trágico, mas, sobretudo, inquebrantável. Recomendo esse livro com todo meu coração, mas aconselho que leiam o livro todo (ou o original em inglês ou a edição de Portugal) ou esperem a editora nacional lançar o livro completo, caso contrário não sentirão essa magnífica estória em toda sua plenitude. 

Nosso muito obrigado à Caroline que gentilmente cedeu sua resenha para compartilharmos aqui no blog. Não deixem de visitar sua página no Skoob para conhecer suas indicações de livros e demais resenhas!

~ Alê

Pré venda de “O Portão Dourado” (O Cavaleiro de Bronze – Livro 2)

Oi pessoas queridas! ❤

Notícia MARA da tarde, nosso livro querido “O Portão Dourado” (O Cavaleiro de Bronze – Livro 2)  já está em pré venda na Saraiva e na Livraria Cultura!  *Feliz*  E o melhor, temos uma estimativa do lançamento. Sim!!!!!

Segundo o site da Saraiva, será dia 23 de abril, já o da Livraria Cultura dá uma previsão para o dia 17 de abril. \o/

Afim de comprar? Clica AQUI ó!! (Saraiva)

Ou AQUI (Livraria Cultura)

Preparem os cartões de crédito, enlouqueçam e corram! É uma boa forma de se programar e garantir logo seu exemplar!

Notícia boa ou não??? 😀

~ Fabi

Eu quero gente!!!!!!!

Eu quero gente!!!!!!!

Divulgada Capa de “O Portão Dourado” (O Cavaleiro de Bronze – Parte 2)

Que rufem os tambores!!!

A espera acabou! A editora Novo Século finalmente divulgou a capa com a sinopse da segunda parte do romance O Cavaleiro de Bronze, que foi entitulada “O Portão Dourado”. Isso significa que em breve teremos a data de lançamento do livro. Recentemente a editora comunicou que o livro estava pronto e liberou um pequeno teaser do livro II (que você pode conferir AQUI). Eles também prometeram liberar o primeiro capítulo completo na próxima semana. Vamos aguardar.

Vejam e comentem o que acharam da capa de O Cavaleiro de Bronze – Livro II (O Portão Dourado).

O Cavaleiro de Bronze - Livro II (O Portão Dourado)

O Cavaleiro de Bronze – Livro II (O Portão Dourado)

#LançamentosNSAbril

Vocês pediram e aqui está a capa e a sinopse do lançamento O CAVALEIRO DE BRONZE – LIVRO II!

SINOPSE

“No início da guerra, em 22 de junho de 1941, o dia em que Alexander e Tatiana se conheceram, havia três milhões de civis em Leningrado. Na primavera de 1942, apenas um milhão de pessoas permaneciam ali. E o cerco não havia terminado. Depois de deixar Tatiana e Dasha Metanova dentro de um caminhão que seguia pela Estrada da Vida com destino a Molotov, Alexander não tinha nada além de esperanças. Não havia uma única correspondência sequer de Dasha ou Tatiana, nada que indicasse que ambas haviam chegado em segurança a seu destino. Na segunda parte de uma das maiores sagas de amor de todos os tempos, será praticamente impossível conter a emoção ao acompanhar a busca obstinada do ilustre oficial do Exército Vermelho, Alexander Belov, por sua Tatia. E ainda mais arrebatador presenciar se eles conseguirão viver esse intenso amor diante de tantas ameaças, em meio ao cruel cenário da Segunda Guerra Mundial.”

Semana que vem tem o primeiro capítulo completo! “

 

Resenha: Blog ‘Book Freak Lover’

Oi pessoal!

Recebemos mais uma resenha de ‘O Cavaleiro de Bronze‘, desta vez do blog Book Freak Lover. Cada vez mais percebo que os elementos da história que mais me marcaram e emocionaram são os mesmos que envolveram os novos leitores. Sinto-me aliviada e satisfeita por ver que a história não está sendo incompreendida e o quanto ela consegue nos afetar emocionalmente. Acho que logo logo precisaremos montar um grupo de apoio para os leitores cujas vidas foram tocadas tão intensamente por Alexander e Tatiana.

Que tal “Associação das Shuraletes Assumidas“? Ou ainda, “Grupo de Apoio aos Sobreviventes de TBH” (The Bronze Horseman – título original do livro). Hehe, brincadeira. *-*

Bom, confiram alguns trechos da linda resenha da Bárbara, para o Book Freak Lover (via Garotas entre Livros).

capa nacionalEscrever uma resenha negativa é fácil! Críticas ao livro e a forma que foi escrita fluem naturalmente… Mas e quando se ama tanto um livro que todos os adjetivos existentes na língua portuguesa não são suficientes pra expressar tudo o que ele significou pra você? Parte pro inglês? Ou melhor, o Russo?!

Não sei nada de russo, conheço o básico da história Russa, sua importância para o mundo e a economia atual, porém depois de ler “O Cavaleiro de Bronze” sei que um dia quero ir visitar o país e me aprofundar mais em sua história!
(…)
A forma como a Paullina Simons descreve as situações é absurdamente viva. Em diversas partes do livro eu sentia que poderia olhar para o lado e ver os personagens e toda a cena descrita se desenrolando… Os sentimentos despertos são profundos e muito reais, em várias partes senti o que eles sentiam (não posso sinalizar os momentos porque seria um spoiler enorme =/), não existe outra palavra para definir além de real. É tudo tão lindo, o relacionamento da Tatiana com o Alexander é tão incrível que tenho certeza que muitas meninas vão se perguntar onde está o seu Alex!?!? (Me questionando neste momento…)
Não deixem de visitar o blog Garotas entre Livros para ler a resenha completa!
Obrigada, Bárbara por compartilhar suas impressões sobre O Cavaleiro de Bronze conosco e bem-vinda ao clube das Shuraletes! ;D
Beijos
~Alê